Inverno

Gosto do inverno. Apesar de ser uma pessoa solar, de adorar os dias azuis e iluminados do Rio de Janeiro, de apreciar um delicioso e refrescante banho de mar no verão, vejo uma poesia tremenda nos dias cinzas de inverno.

Nasci no interior do Rio, numa cidade com as estações do ano bem definidas. Na primavera havia flores por todos os lados, no verão fazia calor (muito), no outono a temperatura caia um pouco e o chão se tingia de folhas, enquanto no inverno tínhamos frio de verdade, com direito a neblina pela manhã e fumacinha saindo da boca enquanto falávamos.

Mais tarde, já adulto e morando e trabalhando em Petrópolis, estreitei minha relação com o frio, marca da cidade. Nunca gostei dos dias chuvosos petropolitanos, mas o cinza e o frio, quase onipresentes em todo o canto, me fascinavam. Dormir enroscado num edredon, poder usar casaco de couro, sobretudo e cachecol sem parecer um idiota e ainda se achar chique. Petrópolis faz isso por você!

Em janeiro, em minhas férias pela Europa, senti frio DE VERDADE pela primeira vez na vida. Em Paris peguei -17º C e vi até neve (ok, derretendo nos gramados da EuroDisney, mas vi). Um frio doído, daquele de congelar as pontas dos dedos e das orelhas; de ficar sofrendo por antecipação ao pensar que ia ter que ficar pelado pra tomar banho. Em Londres, depois de uma semana congelando em Paris, eu já estava acostumado com a temperatura (doente, de garganta inflamada), mas não preparado para a chuva constante e fininha que caía sobre a cidade. Foi ótimo, mas prometi a mim mesmo que nunca mais volto na Europa no auge do inverno.

Dito isso, acho muito engraçado como os cariocas de verdade, os nascidos e criados na cidade, encaram o inverno. Dia desses, eu caminhando por Copacabana a caminho do trabalho, cruzei com uma menina de botas e cachecol. Quando comecei a pensar “Que louca!” vi um rapaz com um casaco de couro e mais algumas mulheres de sobretudo e cachecol. Olhei para o termômetro da rua e marcava 22º C. Eu ri, mas dá pra entender um pouco os moradores da cidade, principalmente ao se lembrar de uma piadinha já conhecida: “Ano passado, no Rio de Janeiro, o inverno caiu numa quinta-feira!”.

Por isso, agora que sou um pseudo-carioca, vibro com dias mais friozinhos em que posso tirar do armário meus casacos mais quentes, me sentir um pouco mais bem vestido e tomar litros de café e chocolate quente sem achar que vou morrer de tanto suar.

E posso rir do povo na rua, que parece prestes a congelar, usando cachecóis, casacos pesados e sobretudos, muitas vezes até luvas. E tremendo. Aos 18º C.

No dia em que fui mais feliz eu vi um avião
Se espelhar no seu olhar até sumir
De lá pra cá não sei, caminho ao longo do canal
Faço longas cartas pra ninguém
E o inverno no Leblon é quase glacial…
Inverno (Adriana Calcanhoto)

Anúncios

12 Responses to Inverno

  1. não gosto de frio, nem de calor demais
    frio é pora ficar debaixo das cobertas e calor pra ficar na praia ou piscina

    beijos

  2. Ana Luiza disse:

    Adoro o outono do Rio, a luz desses dias é fantástica! E no inverno adoro pelo menos poder usar uma capa de chuva ou um sobretudo leve… e ficar com saudades de Londres e Paris… e claro, rir do povo congelando com 18ºC! Hj estou de vestido e sandália, sem meia, e feliz da vida porque parece que estou o tempo todo no ar-condicionado!

    • Autor disse:

      Ana, que legal vc por aqui!
      🙂
      Concordo contigo sobre a luz de outono. Acho que até a praia fica charmosa com essa luz.
      Andar pela rua como se estívessemos permanentemente num ambiente com ar-condicionado: é disso que tenho saudade de Petrópolis!
      🙂

      Volte sempre, viu!
      Bjos

  3. Edu Pamp disse:

    Sempre gostei de dias nublados (também). Imaginar que toneladas de água estão voando sobre a minha cabeça. Me sinto um peixinho! 🙂 Mas é realmente gozada essa percepção do frio: quando fiquei a 0 grau na dinamarca e uns dias depois subiu pra 10, já estava querendo sair só de camiseta na rua. 😉

  4. Su disse:

    o mais legal não é nem esse povo coberto dos pés à cabeça por conta do frio, e sim a desaprovação que eles não tem pudor de expor por vc ser aquele que não está sentindo aquele gelo todo.

  5. Júlio César Vanelis disse:

    Hah… Eu achava que era o único que gostava de dias nublados. Eu odeio chuva, mas dias nublados eu adoro, principalmente de ver o mar nesses dias, sentir o frio cortante da brisa que vem do mar… Não vou te dizer que não gosto de sol, mas eu odeio calor, aliás, acho que qualquer pessoa que tenha hipersudorese odeia o calor… Por isso gosto do inverno, é mais uma questão d ebem estar do que de moda. Aliás, eu sou tão calorento que nem uso casaco no inverno, raríssimo me ver de casaco, mesmo nos dias mais frios… rsrsrs

    Um abraço, Autor! Estava com saudades daqui já… rsrs
    Até o próximo

  6. Lobo disse:

    Um dos meus sonhos é passar uma temporada na Antártida. Acho que isso já diz bastante coisa sobre mim não é? Hahaha

    Adoro dias nublados, cinzentos, com nuvens bem carregadas que fazem o meio dia parecer 6h da manhã. Adoro o vento frio cortante. Adoro a chuva congelante, daquela que cai fininha até as gotas meteóricas que chegam a machucar quando caem em você. Prefiro passar frio a sentir calor.

    E que venha a nova era glacial. Amém.

  7. in.Constante disse:

    Tá vendo? Até nisso eu sou carioca nato!

    Nascido e criado, ouxe! hahahah

    Morro de frio tbm por aqui… Mas nunca precisei de cachecol… E até achava estranho ver os cariocas originais usando-os… até essa semana. Fez tanto frio q me ressenti de não ter um cachecol =(

    E estou dormindo com 1 edredon e 1 cobertor bem fofinho e que esquenta muito.

    Um xêro!

  8. Eu gosto muito do outono/inverno. Não só porque acho poético, mas também que o meu humor fica melhor com o céu acinzentado. Vai entender…

  9. Ro Fers disse:

    Curto pra caramba o inverno. Tudo flui bem, principalmente o animo se comparado com o verão…
    Só não gosto de roupas de inverno, pois nao me sinto atraente…rs
    Forte abraço!

  10. Foxx disse:

    os praianos sentem mais frio não é?
    em natal tb é assim, 20° e as pessoas tremendo de frio,
    enquanto em BH a gente sai pra beber cerveja com 5° na cabeça.

  11. Cara Comum disse:

    Pois eu já sou do calor… eu adoro o calor… Quanto mais quente melhor… em todos os sentidos… rs
    Abração!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: