Virgindade

Eu tenho um amigo virgem. Não sei se ele se guarda para alguém, se o é por falta de coragem ou se não se considera pronto para deixar de ser virgem. Eu (e todo mundo), claro, sacaneio demais essa particularidade de sua vida, mas, sinceramente? Acho até que é bonitinho esse estado. E penso que transar pela primeira vez não deve ser uma obrigação devido às pressões dos amigos/sociedade. Se fosse para eu falar sério com ele (mas isso ia tirar muito da graça de sacaneá-lo por ser virgem) ia dizer apenas uma coisa: relaxa! Tudo acontece na hora certa, por mais clichê que isso possa parecer.

Dias atrás, conversando com um grupo de amigos, falávamos sobre nossa primeira vez. Sobre como, quando somos virgens, ansiamos aquele momento, esperamos, fantasiamos, temos medo de decepcionar. E, a conclusão geral é que a primeira vez quase nunca é boa. A minha, pelo menos, não foi. Toda aquela carga de obrigação e toda aquela tensão acabam tirando um pouco a magia da parada. Depois que você perde aquele maldito status de virgem, você pode se soltar mais, ir descobrindo o sexo e como o encontro de dois corpos (às vezes, três, mas divago) pode ser tão bom. Na verdade, você se permite explorar mais, não tem a vergonha de fazer algo ‘errado’ e desapontar o outro. Você pode ser um pouco mais egoísta e descobrir o próprio prazer.

Sou daqueles que acham que sexo se aprende com a prática. Quanto mais se pratica, melhor pode ficar. E não me refiro apenas à virgindade em si. Pois, você deve concordar, sexo com intimidade é sempre melhor. Por mais espetacular que tenha sido aquela foda com alguém que você acabou de conhecer, o sexo tende a melhorar com a intimidade que se adquire depois que se passa a conviver. E não estou entrando no mérito de que ‘sexo com amor’ é melhor (até é, fazer sexo apaixonado é bom pracarai), mas sim dizendo que quanto mais você conhece o outro e o outro te conhece, mais gostoso o envolvimento sexual pode ficar.

Mas para a primeira vez, acho legal que seja feito com alguém que seja cuidadoso e saiba que por mais idiota que seja, a gente dá valor àquele momento. É como um rito de passagem, na verdade. Já fui o primeiro cara de algumas pessoas nessa vida e acho que desempenhei o papel direitinho. Não porque sou o fodão desvirginador, mas sim porque sei que apesar da insegurança, todo mundo quer se sentir especial naquela hora e eu sei fazer isso quando quero. #ModestiaFeelings

No fim das contas, uma hora (quase) todo mundo deixa de ser virgem. E com o passar do tempo e das experiências, nos damos conta de que dávamos valor demais a um status que pouco quer dizer e que quase nada fala sobre nós. E chegamos ao ponto da vida em que quando alguém fala de virgindade, temos de nos esforçar para nos lembrar da época em que fomos assim… A long time ago…

Like a virgin, touched for the very first time
Like a virgin, with your heartbeat next to mine…
Like a Virgin (Madonna)

Anúncios

18 Responses to Virgindade

  1. Paulo disse:

    Minha primeira vez foi aos 16 anos, no banheiro de um quarto de hospital, com medo que o bonitão de 24 anos que eu era afim morresse graças à um problema cardíaco que teve!! Beeeeeeeeem diferente do que eu tinha imaginado, hahaha!

  2. Dii disse:

    estou louco pra perder minha virgindade logo *-*

  3. Serginho disse:

    inelizmente nem todos dão sorte de pegar um Autor pela primeira vez! a minha foi assim como a de todo mundo, querendo agradar, mas eu confesso que com toda aquela insegurança eu bem gostei.
    e sexo é tão bom que depois que a gente faz não quer parar!

    beijão

  4. Caco disse:

    Virgindade às vezes se torna um coisa tão relativa.

  5. Lobo disse:

    Minha primeira vez nem foi bom. Acho que para poucas pessoas o é. É um pouco da expectativa que estraga toda a graça do momento.

    Mas é bem por ai mesmo. Faz sentido que o sexo fique melhor quanto mais você conhece a pessoa, que ai você vai descobrindo do que você e ele gostam, não gostam, e a partir daí a coisa só tende a melhora… até certo ponto. Cada problema na sua devida hora :p

    Um beijo Autor!

  6. Foxx disse:

    como eu sou pervertido e eu primeiro descobri o q é sexo pra depois descobrir o q era ser virgem, três anos depois, então… eu não tive nada dessa pressão…

  7. Gui disse:

    Concordo. Cada um tem seu tempo, não é?

  8. Lua Nova disse:

    Perfeito, tudo que vc disse. Minha primeira vez não foi legal pq ele tava muuuuuiiito nervoso, apesar de a virgem ser eu e o experiente ser ele.
    Passou a ser muito bom depois de nos conhecermos melhor. Mas cada um tem seu tempo e não adianta ficar ansioso pra “perder a virgindade”. Tudo acontece a seu tempo.
    Já te disse que vc escreve muito bem? É muito bom ler o que vc escreve.
    Beijokas.

  9. Júlio César Vanelis disse:

    Carai… ADORO a Madanna… kkkkkkkkk
    Mas enfim, eu concordo em tudo com o que você disse. Essa parada do sexo com intimidade é meio óbvia, afinal, quanto mais intimidade vc tem com a pessoa, mais liberdade você tem para explorar o corpo dela (explorar o corpo alheio é muito bom), e além disso, ela já te conhece o suficiente para te acariciar nos seus locais mais sensíveis…
    Quanto a primeira vez, tem muito tabu pra ser quebrado até que esta se torne uma coisa melhor… A minha foi meio que feita a prestação, agente foi fazendo uma coisa aqui e ali, até que um dia agente juntou tudo e acabou não sendo tão na pressão assim… Só que nós mesmos já não tínhamos muitos tabus, e isso ajudou pacas…

    Mas enfim, essa é a vida… Deixa o seu amigo ser virgem, pq pior do que ser virgem é estar em abstinencia sexual… kkkk

    Beijo Autor… Até o próximo…

    Ps: Ahh, esqueci de comentar no ultimo post, também me amarrei em te conhecer!!!

  10. Ro Fers disse:

    Maneiro o post…realmente tudo tem sua hora, embora eu odiei a minha primeira veze, mas…faz parte, pois sempre fantasiamos algo melhor, imaginava uma sensação totalmente diferente…ms eu era “mulecão inocente”…
    E realmente, quanto mais faz mais se torna hábil e experiente, embora eu tenho uma sorte ou azar, pois as duas únicas pessoas que eu namorei tinham 20 anos e eram virgens, mas…faz parte, apesar de que nao tenho dom pra dar aulas práticas….

  11. fabi disse:

    Eu tive sorte, a minha primeira experiência foi ótima, muito melhor do que eu poderia ter imaginado… acho que por isso que até hoje eu ainda sinto falta daquele bendito ser…rs

  12. Giselle disse:

    Assim, eu acho que ele é virgem por falta de candidato. #ProntoFalei.
    Ai, eu sou tão amável…
    Eu perdi a virgindada há tanto tempo que nem lembro mais… Brincadeira. No meu caso foi demais, porque foi com meu primeiro namorado e ele era virgem também. A gente bateu muita cabeça, mas acabou dando certo no final – ou não, pq depois que terminamos eu decobri que podia ser melhor. Muito melhor \o/
    Enfim, vc disse que todos acabam perdendo a virgindade um dia. Nem todos amore e uns… eu sinceramente não entendo como deixaram de ser.

  13. Leandro K disse:

    Entre homens acho mais complicado ainda a primeira vez. Ele precisa realmente estar preparadp =)

  14. Bruno disse:

    concordo com tudo o que você falou
    E, pensando bem, a minha primeira vez foi ótima!
    Eu nunca tirei a virgindade de ninguém. não é nenhum fetiche também, mas deve fazer com que você tenha esse tipo de responsabildiade também, o que vai te remeter a sua primeira vez

    bjoo

  15. Lipe disse:

    Nunca comento em blogs, mas não poderia deixar passar a oportunidade de te dizer o que o seu blog significa para mim.

    Nem lembro como cheguei por aqui, mas a partir do momento em que isso aconteceu, automaticamente me senti acolhido e vivenciando experiencias que seriam praticamente impossíveis para mim, tendo em vista que não tenho uma vida agitada. Infelizmente.

    Cada texto seu é como se fosse um episódio de uma série viciante. Sei lá, espero que esse meu comentário não esteja parecendo brega demais (se estiver parecendo, irei culpar a madrugada, que deixa as pessoas meio dementes, rs).

    Bem, nos últimos anos minha vida mudou drasticamente e cada dia tenho que enfrentar problemas e medos diversos. É foda, mas é normal. Ler caras como vc me faz perceber que é necessário agir e, muitas vezes, encarar os acontecimentos do dia-a-dia com bom humor e uma pitada de ironia.

    Obrigado!!!

    • Autor disse:

      Nossa, Lipe, eu só tenho que lhe agradecer por esse comentário!
      Pensar que o que eu escrevo, quase que um exercício pra exteriorizar as minhas maluquices, pode ser legal para alguém de fora, que não sabe nada da minha vida, é muito gratificante.
      Eu sou muito feliz pelo que conquistei com esse blog. Tenho amigos reais, que compartilham meu dia a dia, que conheci aqui. Amigos presentes e amigos virtuais, que eu nunca vi, mas que já gosto tanto.
      Sinta-se acolhido e bem vindo.
      E, te peço mais: comente sempre, vai ser muito bom te ler por aqui.
      Um beijo

  16. Daniel Savio disse:

    A primeira vez cria o nosso padrão, fora que como é a primeira, fantasiamos demais, pois quem quer afirmar que foi uma fhoda horrivel a nossa primeira vez…

    Fique com Deus, menino Autor.
    Um abraço.

  17. Silvestre disse:

    Acho esse assunto tããããããão chato. Ah, virgindade é um tema que já deu (sem duplo sentido). Da quem quer e na hora que acha que deve dar. Mas contar isso aos amigos e esperar só compreensão sem Bullying? É a parte chata da vida. Desculpa aê, mas isso não vai rolar. =D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: