Uma Manhã Na Polícia Federal

Passei a manhã inteira da minha segunda-feira num posto da Polícia Federal. Calma, ainda não sou um grande perigo para a sociedade. Apenas, bom brasileiro que sou, deixei para a última hora o lance de resolver a pendência do meu passaporte e, só conseguindo agendar às vésperas da minha viagem, me dirigi ao único posto no Rio com possibilidade de atendimento para antes de janeiro: o do aeroporto do Galeão.

Eu, particularmente, gosto muito do clima de aeroportos. Aquele vai e vem de executivos e pessoas bonitas é bastante atrativo e, na maioria das vezes, um colírio para os olhos. Entretanto, minha aventura na Polícia Federal foi um tanto quanto… antropológica.

De acordo com o site da Polícia Federal, é agendado apenas um atendimento por horário disponível no site. E eu, idiota que sou, acreditei nisso, claro! Escolhi o horário das 10:30h e, 15 minutos antes disso estava no local. Passei por uma triagem, viram minha documentação e fui orientado a sentar em determinado lugar que na minha vez seria chamado pelo nome. Peguei minha revista semanal e me sentei.

Tic Tac 10:30 – 10:45 – 11:00 – 11:15 – 11:30 Tic Tac

Nada de eu ser chamado e, por isso, perguntei para a menina que me atendeu:

-Só uma dúvida, a chamada é feita por ordem de agendamento ou por ordem de chegada?
-Ordem de agendamento, senhor!

Então tá, fiquei lá. Eis que como na espera, todo brasileiro puxa papo com outro fudido na mesma situação, a menina sentada ao meu lado começou a chorar as pitangas. Em menos de cinco minutos soube que ela era de Curitiba, tinha 28 anos, já morou na Espanha, era publicitária, trabalha no centro do Rio, na Avenida Rio Branco e que ia de férias para o Canadá. E, o que me deixou tenso: o horário de atendimento dela era 10:15. E já eram 11:40. Mas como pra quem tá fudido e já perdeu a manhã de trabalho, ligar o foda-se é o melhor caminho, fiquei até que felizinho quando ela foi chamada para ser atendida.

Por um passe de mágica, mal ela foi chamada e uma outra menina sentou-se do meu lado, consultou o relógio e se dirigiu até a policial do atendimento:

-Senhora, onde estamos? -querendo saber em qual horário do atendimento a lista se encontrava.
-Num posto da Polícia Rodoviária Federal. -foi a resposta seca que ela recebeu.

Eu ri, mas acabei ficando com pena, quando o papo continuou.

-Ah, é que eu estou agendada para 11:45h e já são 11:42.
-Quando for a sua vez seu nome será chamado.

Ah, porra! Eu estava agendado para 10:30 e estava lá, sentado, lendo e esperando, e a apressada queria ser atendida na hora exata? Aloooowwww, estamos no Brasil, alguém conta isso pra essa criatura, por favor? Mas como sou bem legalzinho e sádico, quando ela se sentou, falei:

-Olha, meu horário é o de 10:30h e ainda não fui chamado. Então, prepare-se para, pelo menos, 01:30 h de espera.

E sorri com meu mais puro sorriso de ‘filha, você tá fudida, relaxa’ e me levantei feliz porque fui chamado nesse exato momento. Beijos pra ela!

Na cabine, a atendente foi super simpática, me pediu desculpa pelo atraso e disse que das sete cabines, apenas três estavam funcionando porque quatro funcionários tinham faltado. Então tá, né? Eu já tava indo embora mesmo, pra mim que se explodisse o mundo.

A merda é que achei que ia ver mil policiais federais tesudaços, com óculos escuro e caras de mau pra eu ficar viajando em mil fantasias, mas o que vi foram várias policiais com caras de poucos amigos e de mal comidas, que agiam como se estivessem prestando um favor para todo mundo no recinto. Uma merda, na verdade.

Mas, liguei o foda-se! O que importa é que resolvi minha situação, meu passaporte está ok, as passagens estão compradas e a França me aguarda.

Au revoir!

O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência…
Paciência (Lenine)

Anúncios

14 Responses to Uma Manhã Na Polícia Federal

  1. Serginho disse:

    Ok, todo um post pra dizer: “seus pobres eu vou pra França!”
    Humpft!

  2. Gui disse:

    Fico com o Serginho aí em cima, você é muito nojenta.

    Porque não linkou logo o EU SOU RYCAAAAAAAAAH!

    Eu ainda não sou, mas serei one day. E trás alguma coisa da frança pra mim? *-*

  3. Foxx disse:

    boa viagem então né?

    sobre meu blog, eu reclamo pq não qro trepar com ninguém em um banheiro de academia, eu qro ter um namoro e convenhamos, qm anda trepando em banheiros de academia não são as melhores pessoas pra começar a namorar não é? bem, então são esses tipos “q não servem pra namorar” são os únicos que se interessam pela minha pessoa. agora posso reclamar?

  4. hellomotta disse:

    eu AMO essa música.
    Cara, meu amigo super me fez uma proposta tentadora de dar uma volta pela ôropa! E eu tô tentada!

    eu tenho que ver esse lance todo de passaporte.
    Eu não tenho ainda, pra variar, mas OK, YO SOY RYCAAAAAAAH e trabalho do lado do Aeroporto.

    hahahaha
    Da proxima vez que for no galeão, me chama que te faço companhia no aeroporto! hahahaha

  5. Júlio César Vanelis disse:

    Nossa… Q Inveja!!! Não de 1h e 30 min. da sua vida que vc perdeu, mas da viagem, é claro… kkkk

    Bon Voyage…

  6. Leandro K disse:

    Nussa! Quando eu tirei meu passaporto novo, em 2006, eu entrei, pedi e sai em 10 minutos!!!

  7. Daniel Braga disse:

    Wow… Desculpa né… um comentário e um post foram o suficiente pra você me dizer que já foi pra Argentina e agora vai à França. Enfim… boa viagem.

    ~Até a próxima.

    *DB*

  8. Policiais federais tesudaços?

    aham, autor, senta lá.

  9. S.A.M disse:

    Bem, passaporte é sempre um erro na renovação, mas acho que se tivesse uns policiais gostosos sempre amizaria né?

  10. Tom disse:

    Gente, que coisa metida… Jogue na cara da gente que vai pra França, jogue!… rsrsrsrs

    Também quero presente!!!

  11. Lobo disse:

    Não precisava ter dito, mas agora que já o fez, tanto faz…

    Agora, qualquer repartição pública é isso. E é rezar pra você nunca estar dependendo de hospital público, que ai que fode de vez XD.

    Um beijo

  12. Tathiana disse:

    Pois bem: é pra quem pode, não quem quer. Mas um dia eu tb viajo pra fora! Acompanhada, claro. Tenho pavor de viajar sozinha, principalmente se for para outro país que não domino o idioma.
    Boa viagem!! E me traz uma lembrancinha (ô coisa de pobre… hahahaha. Mas sou pobre mermo, e daí? rs).
    Bjs.

  13. Camila disse:

    Um dia eu crio vergonha e tiro o meu passaporte… Mas perco a coragem com historias como essa.

    E minha mãe já perguntou se ela pode ir na mala, pelo tamanho pode ser despachada como bagagem de mão

  14. As expressões ” beijo pra ela!” e “policiais com cara de mal comidas” foram as minhas prediletas…. rs rs

    Eu fui tirar o passaporte no Rio Sul, pq fiz com a maior caaaaalma do mundo…Agendei, 2 meses depois fui lá….e duas semanas depois estava pronto.

    A espera em cada uma das idas ao local foi de uns 20 minutos.

    No Galeão imagino q sempre seja maior mesmo, pq é lá q se concentra todo mundo que deixa pra última hora…. ;))

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: