Amizades, circunstâncias e afinidades

amigos-adeus

Tenho uma amiga que diz que amizades são circunstanciais. Que amigos não são eternos e que acabamos, ao longo da vida, peneirando quem realmente fica e sai do nosso caminho. Não sei se concordo com ela, pois essa visão me parece um tanto quanto simplista das coisas, coloca as pessoas como descartáveis. Mas analisando friamente, não sei se posso discordar.

Em nossa vida, conhecemos pessoas, nos apegamos a elas, mas, quantas realmente ficam? Amigos do colégio, da faculdade, do trabalho, de festas. Pessoas que até mesmo entram em círculos mais íntimos, conhecem sua família e que, de uma hora pra outra, deixam de fazer parte da sua vida. Os caminhos podem se separar, o contato rarear, brigas podem acontecer. E aquela pessoa que você tanto confiava e pensava que estaria ao seu lado pelo resto da vida uma hora não está mais ali. E, pior, aos poucos você consegue apagá-la ao ponto de, algumas vezes, nem lembranças restarem.

Estou soando meio amargo? São apenas palavras a esmo, pensamentos soltos motivados por reflexões aleatórias. Eu amo os meus amigos e sou capaz de muito por cada um deles. Mas não posso deixar de pensar em quantos ‘amigos’ hoje em dia são apenas conhecidos, senão meras lembranças numa caixa esquecida.

No geral, acho que faz parte do processo de crescer e amadurecer. Você aprende com as pessoas à sua volta e, no geral, tira boas lições de tudo que vive. Ninguém passa impunemente pela nossa vida. Até aquele filho da puta que um dia você chamou de amigo pode ensinar algo e ajustar sua postura para que você não cometa um mesmo erro outra vez.

Ainda bem que é assim, na verdade. Porque minha amiga pode até estar certa e as amizades serem circunstanciais. Mas nós somos únicos e precisamos de seres humanos à nossa volta. Estejam eles por afinidade ou por força das circuntâncias.

“Todos os dias é um vai e vem,
A vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar,
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar,
Tem gente que vai e quer ficar,
Tem gente que veio só olhar,
Tem gente a sorrir e a chorar…”
Encontros e Despedidas (Maria Rita)

Anúncios

10 Responses to Amizades, circunstâncias e afinidades

  1. Pinguim disse:

    Por muito deprimente que seja, estou levado a concordar com o que dizes.
    Mas há algumas boas excepções: há amigos, raros, que pese embora a distância, os anos de separação e as modificações de vidas, nunca desaparecem da tua memória e sabes que “eles estão lá” e quando os voltas a reencontrar tempos depois, é uma imensa felicidade.
    Abraço.

  2. Eu acho que sua amiga está totalmente certa! E você vai acabar comprovando isso com a vivência…

    Beijocas

  3. Paulo disse:

    Rapaz, você está certíssimo… já nem sei mais quantos “amigos do peito para todo o sempre” já passaram pela vida e sumiram sem deixar o menor traço ao longo desses anos todos!!

    Como falaram, tem as exceções, aqueles que passaram e por um motivo ou outro se afastaram de nós, mas que sempre que podem aparecem, mandam notícias, um telefonema. Mesmo sem falar todo o dia com eles, o carinho não desaparece ou diminui, muito pelo contrário. Cada chance de encontrar com esses amigos é comemorada ao máximo, praticamente um evento. E todos moram igualmente no meu coração!

    abraço!

  4. Desarranjo Sintético disse:

    Em partes concordo com a tua amiga, nos “unimos” ao
    longo da vida com as pessoas que por “afinidades”
    nos acompanham ao longo de nossos dias.
    Não é, as vezes, aquele amigo que tanto gostavamos, que
    andavamos sempre juntos e hoje não sabemos nem a
    quantas anda. Sentimos saudades de tantas pessoas…
    Realmente, tem pessoas que praticamente eram da família,
    como antigos namorados(as), e hoje são estranhos.
    É triste isto né, a vida separar porque as coisas são
    assim, e não como ir contra, se revoltar, parece que somos
    totalmente descartáveis as vezes. Já me peguei tentando lembrar
    do rosto de conhecidos ou até mesmo velhos amigos e não consegui,
    não tinha foto e isto se perdeu no tempo.
    Rsrsrsrs… de fato, todos são pessoas especiais pois nos ensinaram
    algo, nem que seja ficar longe deles rsrsrs….
    Parabéns pelo post.

    Abraços.

    Verônica Elias

  5. a vida é assim mesmo
    a gente vai deixando a semente, alguns pegam, plantam, regam e dai nascem frutos
    outros apenas plantam e deixam lá mas esquecem de regar
    às vezes nós que esquecemos de deixar nossas sementes

    enfim
    é a vida
    mas você eu não quero deixar de ter nunca como meu amigo porque deixamos bem nossas sementes crescerem e a árvore ta rendendo bons frutos

    beijos

  6. FOXX disse:

    mas eu acho como sua amiga: amizades são circunstanciais e o tempo penera mesmo! sem pena!

  7. Paul disse:

    Acho que todos já tiveram experiência de amizadades que se disolveram com o passar do tempo. Eu já vejo isso como algo natural, inevitável.
    As pessoas mudam, nós mudamos, e isso leva à objetivos diferentes, o que acaba por nos afastar. Mas também não quer dizer que elas deixem de significar algo para nós. Ao menos para mim, as lembranças, boas ou ruins, sempre permanecem.
    Um abraço!

  8. Daniel Savio disse:

    Cara, tenho de concordar com a tua amiga, mas sempre teremos alguém especial ao nossa lado, principalmente se for alguém que nos acompanhou portanto tempo…

    Fique com Deus, menino Autor.
    Um abraço.

  9. railer disse:

    cara, não concordo. amizades podem ser duradouras e verdadeiras. só depende da gente, só depende do quanto a gente investe nelas. tenho amigos de infância até hoje que estão sempre em contato, alguns no exterior. tenho amigos da universidade que vão ser pra sempre. eu gosto disso e sinto que é uma via de dois caminhos. e se as duas pessoas percorrem o caminho com frequencia, ele nunca se enche de mato. às vezes ficamos um tempo sem nos falarmos, mas quando a gente se fala é como se tivéssemos nos visto ontem. é muito bacana isso e eu valorizo muito. amizade é se manter por perto mesmo quando se está longe.

  10. helena disse:

    Tenho varios tipos de amizades mas amigos mesmo da para contar nos dedos de uma mão e ainda sobra,ja sofri muito por perder amigos pela vida afora mas hoje sou feliz com os que tenho!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: