Esse estranho mundo paulista…

SaoPaulo_jpg

E finalmente fui a São Paulo. Mais precisamente a Campinas e à capital. Surgiu a oportunidade de ir ver meus queridos amigos campineiros e, claro, que não pensei duas vezes em fazer isso. Fiquei hospedado em Campinas e, se não fosse por um chato mal estar na sexta-feira (na verdade, eu já saí do Rio passando mal) teríamos nos aventurado mais ainda pela capital paulista e não apenas ido curtir a noite de sábado lá.

Conheci as famosas ‘baladas’ (acho esse termo tãããão paulista!) das duas cidades e, sinceramente, prefiro as cariocas. Tipo, as boates são lindas, com destaque pra The Week São Paulo, que tem quase três vezes o tamanho da do Rio. Mas as pessoas… Paulista é um ser estranho, blasé demais pro meu gosto.

Adoro a objetividade aqui do Rio. Você vai pra boate, se diverte, se tá afim de ficar em alguém, vai e fica. Claro que tem os que fazem o famoso carão, mas os paulistas são demais. Conversei com 3 pessoas na TW e fiquei com um menino, mesmo assim porque mandei ele calar a boca e beijei. As pessoas ao invés de beijarem logo, ficam de papo, querem conhecer, namorar, casar. Eu beijo primeiro e pergunto depois!

Outra coisa que achei hilária na The Week de São Paulo foi a dark jungle! No Rio eu só fui em uma boate com dark room (a Le Boy) e achei a coisa mais surreal aquela selva de pegação. O pior é que os mesmos saradões sem camisa que ficavam fazendo carão na pista de dança, entravam felizes da vida na dark jungle pra pegar e chupar mil paus à vontade. Não sou moralista e nem critico. Sabe Deus que já fiz de tudo um pouco nessa vida. Mas acho uma hipocrisia tremenda esse tipo de comportamento de na pista ‘sou bom demais pra vc’, enquanto no dark room tudo-é-permitido-só-quero-um-pau-pra-me-refastelar.

Em Campinas fui a dois bares muito legais e vi muita gente bonita. Aliás, ô povinho pra se vestir bem, né? O povo lá só fala de marca (muitas das quais eu nem sequer ouvi falar) e, além de falar, veste as ditas cujas. Phynos. Mas surreal demais pra mim.

Saldo final da viagem? Me diverti muito, revi os amigos, ri pra caramba e, apesar de pousar no Rio num domingo chuvoso, agradeci à Deus por essa minha alma de ‘carioca’ e por morar nessa cidade bonita e abençoada por Deus. Porque pra mim, São Paulo, só a passeio!

“Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João
É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi
Da dura poesia concreta de tuas esquinas
Da deselegância discreta de tuas meninas…”

Sampa (Caetano Veloso)

Anúncios

9 Responses to Esse estranho mundo paulista…

  1. eu concordo com você em quase tudo porque pra mim são paulo nem a passeio e só sob tortura

  2. Eu sou uma caroca com alma totalmente paulista!

    Beijocas

  3. Pinguim disse:

    Porque não vens um dia conhecer Lisboa???

  4. Daniel Savio disse:

    Cara, as vezes mudar de ambiente faz bem…

    Fique com Deus, menino Autor.
    Um abraço.

  5. Paul disse:

    Como sempre digo, o Rio não existe! Essa cidade é meu sonho!

    Mas estou marcando de dar um pulinho em SP no comecinho do ano, só pra me divertir um pouco!

  6. Daniel H. disse:

    Conheço pouco Sampa, adoro Campinas, minha cidade linda… mas o Rio me pegou de jeito, sou apaixonado pela cidade MARA….

    Beijos Gata…. to com saudades da senhora já risos…

  7. Leandro K disse:

    eeeeeeeeeeeeeeeeeeeepa!
    eu não venho aqui poruns dias e quando volto vc está falando mal dos paulistanos????
    rsrsrs
    Sinceramente, eusou um típico paulistano, mas até eu canso dessacoisa blasé. É muito natural, não tem maldade… mas acabamos ficando assim. Antropologia pura. 😉

  8. Paulo disse:

    Fala, rapaz! To voltando pro blog, ufa! Nem sabia que você tinha mudado, hehehe!!

    E não demos sorte de nos encontrar na tua visita à sampa, pena!! 😦

    Agora, me fala uma coisa… onde é que você achou essa galera que fica de papo na balada??? Por que eu to procurando por esses e só encontro os que já chegam beijando, hahaha!! Meio de saco cheio disso, só quantidade e não qualidade… um papo de vez em quando até que seria bom!!

    E dark room é foooooda! A última vez que eu devo ter pisado em um foi uns dez anos atrás, pelo menos!! Acho nojento, não é minha praia mesmo…

    beijo!!

  9. Carlos disse:

    Cara, conheci seu blog há algum tempo e gosto mto do jeito q vc escreve. Sobre este post, admito que adoro Sampa! Mas amor mesmo é pelo Rio. Não sei se consigo viver sem isso aqui (e olha que moro aqui há 2,5 anos, apenas!). Queria uma ajuda: será que não rolaria um post sobre comportamento na night/balada? Tipo: como puxar papo com aquele carinha q vc tanto quer, ou como puxar papo pra uma possível amizade. Não precisa ser um tuto passo a passo hehehe, mas umas dicas, pelo menos pra mim, seriam super legais. Sou um zero a esquerda nestes assuntos. Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: