Pensamentos Insones

coração “Não quero causar impacto
Nem tampouco sensação
O que eu digo é muito exato
E o que cabe na canção (…)
Eu não sei viver sem ter carinho
É a minha condição
Eu não sei viver triste e sozinho
É a minha condição…”
Condição (Lulu Santos)

Rolou para um lado e para o outro da cama. Não conseguia dormir, a cabeça não parava de pensar, buscava por respostas para perguntas que não faziam sentido.
Lembrou das promessas, dos sonhos, dos risos e das lágrimas. De algo tão perfeito que agora não existia mais.
Quando tudo aquilo se perdeu? Onde exatamente deixou de fazer sentido? Seria tudo ilusão de sua cabeça, criara aquilo tudo sozinho?
Não, não mesmo! Ele tinha as provas, ele sabia que baixara a guarda e que embarcara naquilo porque tinha certeza de que não estava sozinho.
Logo ele, que sempre fora descrente, que sempre ficava com os dois pés atrás… Abrira a guarda, mergulhara de cabeça e, por um capricho do destino, estava agora naquela situação, sem chão.
Pensou então numa frase ouvida de um personagem de um filme, algo mais ou menos como ‘…a pessoa por quem a gente se apaixona é sempre uma invenção!’ Seria mesmo? Ele achava que sim. Ele criara uma pessoa imaginária tendo por base uma pessoa real. Uma pessoa confusa, jovem demais para que ele esperasse tanto. Por que fora tão descuidado? Por que apaixonara-se?
E era tão fácil saber essa resposta. Com ele faltava-lhe fôlego, o coração saltava, o riso era fácil. Com ele, dias chuvosos era perfeitos para se ficar em casa e dias ensolarados os mais belos da semana. Com ele, um filme era mais divertido e a comida mais gostosa. O abraço era terno e o sexo cúmplice. Com ele, descobriu o significado de realmente amar alguém.
Mas agora tudo eram lembranças e só o tempo diria como ficariam, se é que ficariam. Tinha esperanças ainda de que tudo se acertasse, mas tinha o pé no chão. Aprendera a não esperar demais das pessoas para não se machucar. Se tivesse de ser, tudo bem. Se não, a vida seguiria o seu rumo e ele encontraria o seu.
Seu único medo era que aquilo tudo que estava vívido em sua lembrança com o tempo se apagasse. Conhecendo-se tão bem, sabia que sua tendência seria ir matando esse sentimento procurando os defeitos, maximizando as falhas, polarizando o que não tinha sido bom. No final, restaria uma sombra de lembrança de algo que poderia ter sido e não foi. Uma promessa não cumprida de um sonho não realizado.
Mas ele queria fazer diferente. Aquilo tudo não havia sido em vão. Ele vivera, ele aprendera, ele crescera! E tinha consciência de que conhecera umas das melhores pessoas do mundo, alguém para a vida inteira e por quem ele sempre teria carinho.
Virou para o lado, se arrumou embaixo das cobertas e continuou a avalanche mental até que pegou no sono, sem mais nem menos.
E, olhando-o ali, deitado naquela cama, parecendo tão sereno, ninguém diria que estava despedaçado por dentro.

Anúncios

17 Responses to Pensamentos Insones

  1. Edu disse:

    Dor de amor demoooora pra sarar. Mas eventualmente sara. E quando acontece, percebemos que tanto sofrimento parece, então, meio que exagerado. Mas tudo tem seu momento e sua força dentro desse momento. Faz parte de viver (e amar) profundamente.

  2. Espartacus disse:

    Se teu namoro tiver acabado, eu vou me jogar da ponte!

  3. Pinguim disse:

    Isto é ficção, não é verdade????
    Abraço.

  4. “E, olhando-o ali, deitado naquela cama, parecendo tão sereno, ninguém diria que estava despedaçado por dentro.”

    Quantas vezes eu estou assim… Quantas vezes tanta gente está assim…

    Beijocas

  5. Scorpio disse:

    E eu pensando que isso só acontecia comigo…¬¬”
    Já companho (e me identico com o blog há tempos), mas nunca havia postado nada.

    Mãããss é a ordem natural das coisas, você sempre estará sofrendo por alguém quando simulâneamente alguém está sofrendo por você também…

    como disseram aí em cima…espero que seja ficção…

    Att, Scorpio

  6. Tom Ferreira disse:

    Autor, se estiveres falando da minha situação atual, eu JURO que vou reocmendar-lhe abrir uma tendinha no shopping mais próximo…

  7. Tom Ferreira disse:

    Posso adaptar pro meu cantinho?

  8. DO disse:

    Espero que tenha sido apenas um conto,Autor!!

  9. Lis disse:

    Espero sinceramente que isto seja um conto!!!
    Não quero sequer imaginar q isto possa acontecer…
    Por sinal, li este post ontem…fiquei em estado de choque…Não tive coragem de comentar…Medo,msm.
    Posso dizer uma coisa?Tudo pode se ajeitar se a gente quiser e se ainda existir amor,pois não se deixa de amar de uma hora para outra não é? Se o problema tá sendo vc trabalhar em outra cidade e vc pode está cansado,sem tempo…Amore, tenha paciência,vcs só precisam de tempo pra se adaptar a nova realidade…
    Ele pode ser mais novo,mas por acaso ele não deu demonstrações q gosta de vc?Somos imaturos várias vezes durante a nossa vida,independente da nossa idade…Somos inseguros porque temos medo de perder,de se entregar…
    Se possivel,se isto q vc relatou for realidade,tente mais uma vez…Dê ao amor outra chance…
    Eu desejo o melhor pra vc e pro seu love…
    Amo-te meu lindo…
    Bjus

  10. Paul disse:

    Fiquei em dúvida se é um conto ou verdade, mas pelo seu comentário lá no blog, parece ser verdade.
    É uma pena, eu sempre torço por relacionamentos alheios.
    Mas não vou ficar aqui escrevendo todos aqueles clichês que se diz nessas horas. Só espero que esteja bem, dentro das possibilidades, é claro!

  11. K disse:

    Tenho certeza de que a memória não apaga coisa nenhuma. E, no momento, queria que ela apagasse. Humpf! Tolinho o moço do texto! rs

    Muito bem escrito, como sempre

  12. Mauri Boffil disse:

    eu tb pensava q isso só tivesse acontecido comigo, mas foi epidemia pelo visto 😦

  13. Simples disse:

    Às vezes me pego assim e fico parecendo um doido.
    É muito loucura para uma pessoa só.
    Abraços

  14. Daniel disse:

    “Olhar você e não saber
    Que você é a pessoa mais linda do mundo
    Eu queria alguém lá no fundo do coração
    Ganhar você e não querer
    É porque eu quero que nada aconteça
    Deve ser porque eu não ando bem da cabeça
    Ou eu já cansei de acreditar
    O meu medo é uma coisa assim
    Que corre por fora entra, vai e volta sem sair, oh, oh !
    Oh, não ! Não tente me fazer feliz

    Eu sei que o amor é bom demais
    Mas dói demais sentir”
    Marina Lima

    Só resta dormir e esperar o amanhacer.
    Beijo amigo.
    Qualquer coisa é só gritar.
    😉

  15. GayAlpha disse:

    Ficcional ou não?? Hein?
    Abraços do queixudo!!!
    Hehehehe!!!!!

  16. Syn disse:

    Eu podia facilmente me apropriar de boa parte dessas palavras. Mas pro meu próprio bem, prefiro ficar quietinho pra me colar por dentro.

    Abração Autor!!!

  17. Daniel Savio disse:

    Devo concordar com o Do, espero que seja apenas um conto, ou pelo menos o inicio de algo que já foi resolvido.

    Fique com Deus, menino Autor.
    Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: