Contradições

castelodeareia4“Why don’t we break up ?

There’s nothing left to say

I’ve got my eyes shut,
Praying they won’t stray

And we’re not sexed up

That’s what makes
The difference today

I hope you blow away…”

Sexed Up (Robbie Williams)

 

Um beijo longo, intenso, voraz. Faminto, podia-se dizer!

As pessoas que circulavam em volta, na boate, ficavam sem ar com a cena. 

Que paixão! -pensavam todos.

Interromperam o beijo e se olharam nos olhos.

Felipe e seus olhos azuis profundos, enigmáticos.  Com olhos negros hipnotizantes, Bruno.


Felipe lembrava-se do motivo de estarem juntos.  

Se conheceram numa festa, ficaram, trocaram telefones, começaram a namorar. Sua família adorava o jeito de Bruno: brincalhão, extrovertido, simpático.  Ele conquistava tudo e todos, tinha um magnetismo pessoal admirável.  Douglas, seu melhor amigo, não parava de dizer como ele era feliz por ter um cara como Bruno do lado, como o invejava.  

Mas Felipe sentia asco.  Não aguentava mais aquele cara que um dia o havia feito suspirar. Inventava mentiras para não se verem e a perspectiva de se encontrarem o desanimava. Mas continuava com ele. Não conseguia dizer:
Chega, acabou!  

Tinha pena dele, medo da reação.  
E aqueles beijos, o sexo, nada mais lhe interessava.  Queria acabar logo com aquilo, fazia de tudo para que ele terminasse, mas era em vão.  Ele continuava o mesmo Bruno de sempre, apaixonado.  
Suas traições eram constantes.  Queria ser pego, que Bruno descobrisse seus casos e terminasse com ele, mas isso nunca acontecia. Felipe se sentia mal, mas tinha de fazer isso.  Chegou ao ponto de traí-lo com o melhor amigo de Bruno, Otávio, na esperança de que este contasse o ocorrido, mas sem resultados.  Conseguiu apenas que Otávio ficasse no seu pé, implorando que repetissem a dose.  O que fazer?  

Nesse momento, Bruno começou novamente a beijá-lo.

 

Bruno se encontrava num beco sem saída.  

Enquanto beijava Felipe, pensava em Douglas.

Mas estava preso a esse relacionamento, não queria magoá-lo, tinha certeza que Felipe o amava.

Até pensara em terminar algumas vezes, mas não fora capaz.  Felipe ficaria arrasado, tinha certeza.  Talvez até pensasse em acabar com a vida. O amor doentio de um Felipe desequilibrado, acreditava Bruno.
E achava que ele começava a desconfiar.  Estava estranho ultimamente.  Perdia-se em seus pensamentos e, muitas vezes, respondia com monossílabos às suas perguntas.  Definitivamente, não podia terminar tudo assim, de uma hora pra outra.  

Mas estava apaixonado por outro, pelo melhor amigo de Felipe.  Era com Douglas que ele se realizava.  Com Felipe o sexo era automático; com Douglas, prazeroso.  Mas não podia jogar tudo pro alto.  Tinha de manter aquela farsa.  

Até quando?  Não sabia.

 

Beijaram-se mais um vez. 

Felipe pensando em como terminar com Bruno, o namorado que o enojava, que já não lhe despertava nenhum desejo.
Bruno pensando no beijo de Douglas.

Anúncios

24 Responses to Contradições

  1. Mauri disse:

    Se Felipe está com duvidas, ele deve dar um tempo a si mesmo para organizar esse turbilhão de sentimentos.
    Um abração

  2. Mike disse:

    bota todo mundo dentro da mesma sala e faz a swinguera!

  3. coitados! isso sim que é estar no mato sem cachorro e sem esperança!

  4. aff

    adoro contos desse tipo, rapidinhos
    eu sei bem a posição do felipe

    isso eh horrivel
    a gente se sente péssimo axando insuportavel alguem q teoricamente ama a gente

    xx

  5. Mariana disse:

    Eu sei bem o que os dois estão passando ja estive no mesmo barco…

  6. Gustavo disse:

    Genten….
    Bom nunca estive nesse barco, ou já passei por ele, mas nem me dei conta.

    Só que fico imaginando as vezes situações como essas, devem ser no minumo perturbadoras para ambos.
    Dificil, muito dificil.

    Eu, bom eu continuo atras do meu Felipe, Bruno, Douglas e tantos outros por aih a fora rsrsrs

    Bjundá!

    Post novo saí hoje, ontem não deu tempo.

  7. misterangel disse:

    putaria… nada além de putaria…

    adoooooooro

    with love

    mister angel.

  8. Daniel Savio disse:

    Meio complicado, mas será que a relação dos dois foi apenas sexo?

    Pois se fosse amor eles não diriam a verdade?

    E fala sério que alguém se mata por amor nos dias de hoje?

    Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de maldade.

    Fique com Deus, menino Autor.
    Um abraço.

  9. Mr. T disse:

    Adoro seus contos 😀

    PS pro Daniel: sim, tem gente que se mata por amor sim… Ou pelo menos pensa em se matar, for sure!

  10. Luan disse:

    esse Felipe precisa de tempo. só isso.

    nobody needs to blow away! 🙂

  11. J.M. disse:

    Falta de diálogo na relação. Mas adorei o conto. Muito bom.

  12. Du disse:

    .até alguém assumir suas próprias verdades, será o mesmo jogo de sempre. o das ilusões….

    .abraço

  13. Lis disse:

    As aparências enganam…li em um blog a seguinte questão :quanto vale seu silêncio? Para estes personagens uma bela perca de tempo e insatisfação rsrsrsr
    Bjus

  14. Moral da história: quando o assunto é homem, não se confia no melhor amigo gay. Porque não há pau que dão destrua uma amizade. kkkkkk

  15. Guy Franco disse:

    Felipe é uma graça. Quem não fica encantado quando ele cumprimenta com aquele abraço põe o dedo aqui que já vai fechar.

  16. DO disse:

    Será que estas coisas não acontecem com frequencia,não??? Já ouvi algo assim.
    Ficou show a narrativa.

    Abração!!

  17. Manuela disse:

    Juro que meu amigo está passando por uma situação assim. Vou até contar que li o caso dele na net. srsrr

    No mais, ótimo texto..como sempre!

    Bjosssssssssssssssss!!!

  18. Mineironline disse:

    aff.. essa história me fez lembrar de um acontecido comigo… parecido! mas que eu dei cabo assim que a ficha caiu… e posso dizer com o poder das beess, faria tudo de novo!!! não sei pq, mas faria…

  19. Shi disse:

    Três safados! kkkkkkkkkkkkkkk Pq não se juntam os 3 e vão ser felizes pra sempre, né? rs 😐 Bjão, bom dia do blogueiro, bom finde! 😀

  20. Lucas disse:

    Já conheci um Felipe. E talvez pior ainda que esse!

    Gostei do conto!

    abraço

  21. Foxx disse:

    isso que é novela

  22. Tathiana disse:

    Desencontros… E tudo por falta de diálogo. Qts vezes deixamos de ser felizes por causa disso?
    Bjs.

  23. Tanta Coisa! disse:

    Eu sou a favor de conversar, sempre. Junta coragem daqui e dali e fala, por mais que seja difícil. Evita este labirinto todo aí e outros mais. Bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: